AMAZONAS ECONOMIA

A AMAZÔNIA GERANDO RIQUEZAS PARA O POVO DA TERRA

O Brasil vive crise econômica gerada por uma crise sanitária. Temos muitos desafios a superar para avançarmos no pós-pandemia. A ZFM é muito questionada nacionalmente, o que causa isso: desconhecimento ou a constatação do fato de possivelmente ser um modelo de desenvolvimento que não se sustenta mais?

Muitos acreditam que o futuro da economia do nosso estado é a exploração das nossas potencialidades naturais, sem dúvida que esse é um dos caminhos, , substituirmos gradualmente o que temos hoje, como o Polo Industrial de Manaus, por algo mais relacionado a bioeconomia, turismo e a mineração é o melhor a ser feito para desenvolver e crescer a economia do estado do Amazonas de forma sustentável e sem sobressaltos.

O nosso Polo Industrial de Manaus tem basicamente trea setores com grande relevância: eletroeletrônico, duas rodas e químico, concentrado de bebidas não alcoólicas, o questionamento que fica é simplesmente complexo: por que a concentração?

O setor eletroeletrônico, que a Eletros, entidade presidida com brilhantismo por Jorge Júnior, é o de maior relevância atualmente no Polo Industrial de Manaus em geração de emprego, investimento em P&D, faturamento e grandeza das empresas. Mesmo assim há uma crítica muito grande em se produzir ar condicionado, geladeiras e TV na floresta amazônica.

Não podemos substituir o Polo Industrial de Manaus, mas complementá-lo, não podemos ficar mais de braços cruzados aguardando o ano de 2073 chega e a reforma tributária é de fato um risco a Zona Franca de Manaus, embora numa visão mais otimista ela seria uma oportunidade de arregaçarmos as mangas e pensar num Amazonas gigante, próspero e com a possibilidade de distribuir riqueza de forma isonômica não apenas em Manaus, mas, em todo nosso interior que simplesmente está pedindo socorro.



Nesta crise que vivemos neste início de março, quero destacar a forma serena e equilibrada com que o governador Wilson Lima se comportou. Atendendo ao seu pedido, consegui uma interlocução direta com o presidente Bolsonaro e o ministro Paulo Guedes para tratar do tema e construir uma solução que possa salvaguardar as nossas vantagens comparativas e manter o nosso modelo de desenvolvimento pujante, isso está sendo feito sem pirotecnias políticas e sem os famosos salvadores da Zona Franca de Manaus, esse discurso já está vencido, ninguém acredita e suporta mais.

A Zona Franca de Manaus é importante! Precisa ser melhorada? Sem dúvida! Precisamos diversificar a nossa economia? Sem dúvida! E é isso que sempre propusemos: aprimorar, diversificar e gerar mais emprego e renda pros amazonenses sem ficarmos na dependência de um único programa de desenvolvimento econômico. Temos que complementar a Zona Franca de Manaus. Temos que diversificar a economia. E isso se faz com técnica, profissionalismo e políticas públicas adequadas.

Selva!

Please follow and like us:
0
fb-share-icon20
Tweet 20
Pin Share20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *