AMAZÔNIA PARÁ

BOTO COR-DE-ROSA É SALVO POR MORADORES DE ILHA SARACÁ



Neste domingo, um generoso e ambientalmente correto ato de generosidade e amor aos animais ribeirinhos foi amplamente viralizado nas redes sociais: moradores da comunidade da Ilha de Saracá, localidade distante há 40 minutos de barco de Cametá, encontraram encalhado às margens do Rio Gregório, praia de Saracá, município de Limoeiro do Ajuru-PA, um boto cor-de-rosa.

Os botos são primos dos golfinhos, são considerados os golfinhos dos rios. Eles são os maiores das espécies de rios, sendo que os machos podem alcançar 2,5m de comprimento e 150 Kg em média. Sobre eles existem histórias que povoam o fértil imaginário amazônico e ribeirinho, ora encarado como amigo, ora como predador, o cetáceo ganhou ao longo da história uma conotação mágica e passou a ser celebrado e temido em várias regiões do país. Atualmente, ainda é representado em rituais e danças folclóricas, em comemorações como a Festa do Sairé, em Alter do Chão, Pará, em músicas e lendas amazônicas.

Segundo relato dos moradores, o animal foi avistado agonizando encalhado na praia, com sinais de ferimento em todo corpo, causado por uma rede de pesca, atividade que encontra-se proibida nesta época do ano em razão do período de defeso do mapará.

Os moradores que cuidaram do animal disseram que haviam vários ferimentos decorrentes da rede de pesca, além de desidratação pelo fato do animal estar fora da água e com dificuldades de respirar. Cuidaram para evitar o ressecamento da pele dele e o arrastaram de volta ao rio, desaparecendo sob as escuras águas tocantinas.

Em Cametá há um exemplar desse boto cor de rosa e outros cinzas (tucuxi) abaixo do mercado de peixe. Já se habituaram com a presença humana. Comumente se vêem pessoas os alimentando com restos de peixes que são apanhados das mãos das pessoas. São animais dóceis que geralmente vivem sozinhos, mas já se tornou comum serem vistos aos pares próximo dos portos de Cametá, atraídos pelos restos de peixes dos quais se alimentam, além de camarões e caranguejos.

O povo de Saracá está de parabéns por este gesto.

( Repórter Márcio Mendes )

Please follow and like us:
0
fb-share-icon20
Tweet 20
Pin Share20

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *