ESCRIVÃ É ENCONTRADA MORTA APÓS DENUNCIAR ASSÉDIO E PRESSÃO PSICOLÓGICA EM MG

14/06/2023

A Polícia Civil de Minas Gerais (PC-MG) investiga as circunstâncias da morte da escrivã Rafaela Drummond, de 31 anos, encontrada sem vida na cidade de Antônio Carlos, na última sexta-feira (9).

Segundo informações do Metrópoles, a policial havia protocolado diversas denúncias de assédio moral e sexual, além da pressão psicológica devido à sobrecarga no trabalho. 

O caso foi registrado como suicídio. A PC-MG abriu inquérito após o vazamento de áudios em que a vítima detalha situações de violência psicológica e perseguição na instituição.

O Sindicato dos Escrivães da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindep-MG) confirmou ter sido procurado por Rafaela há última semana, com as denúncias dos crimes, mas o teor dos relatos não foi divulgado. Segundo familiares, ela teria pedido transferência em razão das condições trabalho.

OUTRAS DENÚNCIAS

O Sindep informou ainda ter recebido outras denúncias e programado uma visita técnica à regional.

No entanto, não houve tempo hábil para intervenção antes da morte da jovem. A organização alega que entrou em contato com as autoridades para cobrar providências cabíveis, e que a morte da escrivã “não é um caso isolado”.

“Ainda no sábado (10) entramos em contato com a Chefe de Polícia e falamos da necessidade de investigar o caso. Temos informações de que há outros colegas adoecidos naquela unidade”, informou o sindicato.

Please follow and like us:
0
fb-share-icon20
Tweet 20
Pin Share20
Author: amazonashoje

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *